Seminário Jurídico debate controle judicial de atos da ANS

Seminário Jurídico debate controle judicial de atos da ANS

O 2º Seminário Jurídico de Seguros, organizado pela Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNSeg), debateu controle judicial dos Atos Administrativos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

O diretor-presidente da Seguros Unimed, Dr. Helton Freitas, participou do evento, que também contou com a presença do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Luis Felipe Salomão (moderador); a juíza Federal no Paraná, Ana Carolina Morozowski; o diretor da ANS, Rogério Scarabel Barbosa; e a economista do Insper, Luciana Yeung.

Em sua apresentação, Dr. Helton explicou sobre como a judicialização pode impactar em um plano de saúde. “Essa judicialização em exagero acaba liberando procedimentos não acordados entre consumidor e operadora. Estes casos acabam aumentando o valor final das mensalidades dos planos de saúde e por consequência tiram consumidores jovens e de baixo risco do sistema de saúde suplementar”.

Segundo ele, a Ouvidoria é um recurso importante das operadoras de saúde, o que, por vezes, não é utilizado pelos beneficiários. Ressaltou que cerca de 80% dos casos que chegam por meio deste canal são atendidas. “Mas infelizmente há um grande número de casos que vão para judicialização, sem antes passar pela Ouvidoria”, complementou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.